Qual a forma de pagamento no sindicato e associação é mais indicada?

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Em um sindicato ou associação podem existir várias formas de arrecadação. São exemplos a contribuição sindical, contribuição confederativa, contribuição assistencial, mensalidade associativa, e até mesmo serviços prestados, como cursos, convênios, etc.

A forma de pagamento no sindicato e associação mais arcaica e que quase não existe mais nas entidades é o pagamento em dinheiro, que além de muito perigoso manter o dinheiro vivo no local, gera o trabalho de deslocamento do associado até a entidade para regularização dos débitos e grande dificuldade do sindicato e associação ao fazer depósitos constantemente.

Com o passar do tempo, se deparando com a grande demanda e a complexidade na falta de controle do  recebimento das arrecadações, as entidades foram inovando a forma de trabalhar e hoje muitas delas usam métodos de recebimento mais eficazes, como o boleto bancário, débito em conta, desconto em folha ou cartão de crédito.

Mas qual dessas formas seria a mais viável e vantajosa para seu sindicato ou associação?

É um caso a se pensar.

O ideal é que se tenha todas as formas de pagamento disponíveis, para que ninguém deixe de se associar. Mas é preciso tentar influenciar o associado a usar a forma que seja mais segura e barata para sua entidade. Desse modo consegue-se evitar a inadimplência, que é um grande problema dos sindicatos e associações.

Veja abaixo as formas de pagamentos, suas vantagens e desvantagens.

Boleto Bancário

Os boletos bancários é a forma de pagamento mais aceita. Isso devido ao fato de muitas pessoas não terem um cartão de crédito ou não quererem que seja feito o desconto direto na folha de pagamento ou conta corrente. O pagamento de boletos é simples, já que pode ser feito em lotéricas, guichês de bancos, caixas eletrônicos e internet. Para as entidades é uma boa alternativa enviar as cobranças através do boleto bancário, já que podem ser encaminhados por e-mail e através de um bom sistema de gestão consegue-se fazer a baixa automática dos pagamentos, a emissão automática mensal e também cálculo de juros automático. Vale lembrar que apesar de ser uma das formas mais escolhidas, para utilizar os boletos cobra-se uma taxa referente a cada emissão.

Cartão de Crédito

Uma das formas de pagamento no sindicato e associação que os gestores preferem trabalhar é com o cartão de crédito. O cartão de crédito é uma garantia maior de pagamento, ou seja, não há risco de inadimplência. Mas existem as desvantagens deste método. Apesar de não ter a inadimplência como ponto negativo presente, o associado pode deixar de ser um associado se por acaso bloquearem o cartão dele, devido a falta de pagamento. Enquanto não regularizar todo o débito, ele não poderá utilizar o cartão. Nesse caso é maior a chance de perder o associado, do que ter um associado inadimplente.

Para os associados e também consumidores em geral, o cartão é uma forma de pagamento bem eficiente e prática, que permite agilidade e facilidade com o parcelamento de compras. Mas é preciso ficar atento e não se descontrolar. As desvantagens do cartão de crédito para quem utiliza, são os juros, que normalmente são altíssimos, o valor de anuidade e outras taxas que dependendo do cartão, somam uma boa quantia.

Para o pagamento da fatura, não há complicações, já que pode ser feito em lotéricas, guichês de bancos, internet, caixas eletrônicos e em débito automático, o que é muito bom para a entidade.

Débito em conta

O débito em conta, pode ser a solução dos problemas de ambas as partes, tanto para o associado quanto para a entidade.

Para a entidade é mais prático e seguro, já que o valor é debitado da conta do associado e transferido para a conta do sindicato ou associação em instantes, eliminando os riscos de inadimplência. Apesar da comodidade é cobrado uma taxa por transação.

Para o associado também é um método prático, seguro e cômodo, já que não precisa se deslocar ou se preocupar para realizar os pagamentos. Não há risco de esquecimentos, e não existe nenhum custo adicional para utilização do serviço, que pode ser feito na conta corrente ou poupança.

Através de um bom sistema de gestão para sindicatos e associações a entidade consegue saber de forma eficiente, quem foram os associados que o banco debitou e automaticamente dar a baixa nos pagamentos.

Desconto em folha

O desconto em folha é parecido com o débito em conta, porém o  valor descontado é feito na folha de pagamento do associado. Além disso o desconto em folha é livre de taxas, ou seja, sua utilização não gera nenhum custo para o associado e nem para a entidade.

Também é prático, seguro e cômodo para os associados e para as entidades, que não precisam se preocupar com a inadimplência.

Para tornar o método mais eficiente na hora de dar baixa nos pagamentos, também é indicado ter um bom sistema de gestão que possa ser integrado com a instituição empregadora ou com os órgãos estaduais e federais que fazem o desconto de servidores públicos. Assim a baixa dos pagamentos será automática. 

Analisando as vantagens e desvantagens de cada forma de pagamento, a mais atraente, acaba sendo o desconto em folha, que não gera custos nem para a entidade, nem para o associado, além de ser seguro e prático.

Mas de qualquer modo, como foi dito, o ideal é utilizar todas as formas de pagamento no sindicato e associação, para que os associados possam se beneficiar das opções de escolha e não se perca nenhuma oportunidade de associação.

Entretanto é indicado influenciar o uso das melhores formas para sua entidade e optar pelas menos vantajosas apenas no último caso, para não perder o associado.

E você, qual forma de pagamento utiliza em sua entidade? Já Utiliza todas elas? Se não, não perca tempo e adote.

Se ainda não tem um sistema de gestão que faça todo o controle dos pagamentos de boleto bancário, desconto em folha, débito em conta, etc..conheça o sistema Castor.

Comece já a expandir sua entidade!

© 2019 Castor - Sistema para associação e sindicato - Todos os direitos reservados.